Observatório
Lobato

o (5).png

Ilustração de Monteiro Lobato para o conto Os Faroleiros, 1918

 

Apontar na obra de Lobato seu esforço para denunciar as injustiças que foram e continuariam sendo praticadas contra as pessoas da etnia negra no Brasil e nos Estados Unidos não significa negar o racismo e o mal por ele causado, muito pelo contrário. 

Que a luz da razão ilumine nossas mentes e dissipe as trevas em que conceitos que precedem a análise – preconceitos – insistem em se esgueirar.

Origem do Observatório Lobato 

    Para preparar o terreno em que ela brotaria e frutificaria, ocorreu-me a ideia de criar um pequeno evento que reunisse pesquisadores de temas relacionados a Lobato e sua obra.

    Convidei, então, o John Milton – professor de Tradução da Universidade de São Paulo que acabara de lançar um livro sobre a relação de Lobato com a tradução – para concretizar a ideia.

A I Jornada Monteiro Lobato ocorreu na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP) nos dias 17 e 18 de dezembro de 2019. 

   Por uma série de razões, o processo de tradução, organização, diagramação, ilustração e publicação da tradução teve alguns atrasos, saindo da editora no início de fevereiro de 2022.

         

    Há tempos percebo a ausência da obra de Monteiro Lobato nos países que têm a língua alemã como oficial. Quase todos os principais autores brasileiros já têm ao menos um de seus livros publicado em alemão, e mesmo autores menos expressivos de nossa literatura vêm sendo traduzidos.

     Para modificar este cenário, implementei em 2019 em minhas aulas o projeto de tradução de As aventuras de Narizinho, possibilitando aos alunos atuarem como tradutores profissionais – uma experiência única!

     Escolhi este livro porque, além de ser um dos marcos da literatura infantil e juvenil brasileira, completaria seu primeiro centenário em dezembro de 2020, quando a tradução seria publicada.

Purezinha, pintura a óleo, por Lobato.

     Quanto à “jornada”, tornou-se anual: entre novembro e dezembro de 2019, em ambiente virtual, realizamos a II Jornada Monteiro Lobato e, em dezembro último, a terceira edição do evento, também virtual.

    A partir das Jornadas, no início de 2021 John e eu criamos também os Encontros com Lobato – uma série de palestras, debates e entrevistas mensais também dedicadas ao autor e sua obra e que trouxe para o pequeno grupo o Dr. Silvio Tamaso D’Onofrio, pesquisador não apenas de Lobato, mas também de Edgar Cavalheiro, seu biógrafo, e, mais recentemente, a pesquisadora Taís Diniz Martins.

    Na esteira destes eventos e destas e outras uniões, foi nascendo o Observatório Lobato, grupo de pesquisa e trabalho que conta atualmente com 17 membros. Neste espaço, você tem acesso aos eventos (passados e futuros), a nossas publicações e pode conhecer um pouquinho mais sobre nosso grupo.

     Aproveito para agradecer a todas as pessoas e instituições que contribuíram e contribuem para estas realizações e por seu interesse em nosso trabalho.

 

Dra. Vanete Santana-Dezmann

11 de fevereiro de 2022.